Voltar ao Início [ Visit the old site ] contact@ifp-fip.org
Noticias |

O Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONG (FIP) institucionaliza-se e instala-se em Paris

Paris – 24 de fevereiro de 2017 – Na sequência da criação da sua entidade juridicamente autónoma, o Fórum Internacional das Plataformas Nacionais de ONG está oficialmente instalado, em Paris, desde o dia 1 de janeiro de 2017. Fundado em 2008, tem como missão apoiar os seus membros, plataformas nacionais das ONGs e alianças regionais, com o objetivo de influenciar as políticas governamentais locais e internacionais, para a promoção de um mundo mais justo e duradouro.

O FIP e a Comissão Europeia: um parceiro político e estratégico ambicioso

Esta estruturação jurídica dá sequência a uma decisão tomada pela Assembleia Geral do FIP em 2015. Para esta nova etapa, o FIP se beneficia do apoio da Agência Francesa de Desenvolvimento e da Comissão Europeia (CE). A parceria política e financeira com a Comissão Europeia, no montante de 5 milhões de euros, assinada em setembro de 2016, tem como ambição:

- reforçar as capacidades institucionais, organizacionais e operacionais do FIP;

- posicionar o FIP como um agente internacional influente e uma referência em matéria de desenvolvimento de capacidades e de aprendizagem das ONGs a nível nacional e internacional;

- reforçar a intervenção a nível nacional, regional e internacional, nomeadamente sobre o acompanhamento e a concretização dos objetivos de desenvolvimento duradouro da Agenda 2030.

Uma equipa multicultural e internacional, à imagem dos seus membros

Para concretizar estes objetivos, o FIP apoia-se num Secretariado multicultural e internacional de 5 pessoas instaladas em diferentes países. Órgão de decisão, o Conselho do FIP, por sua vez, é composto por 15 membros, entre os quais Miguel Santibañez, Presidente do FIP e Diretor da plataforma chilena ACCION. O seu papel é zelar pela aplicação das decisões e orientações estratégicas e políticas aprovadas em AG, garantir a coordenação das atividades e o bom funcionamento do Secretariado e prestar contas das suas atividades e da sua gestão.

O FIP é a única rede permanente (ao contrário das alianças com duração determinada) onde países do Sul e do Norte dispõem de uma representação equitativa e de uma influência igual no governo da organização. O seu objetivo é reforçar a sua posição de porta-voz representativo e legítimo das ONGs, apoiando o seu desenvolvimento e promovendo as suas posições políticas.

O trabalho do FIP é complementar ao trabalho de outras redes e facilita o diálogo entre os seus membros e outros atores chave do desenvolvimento, favorecendo assim a cooperação e a criação de alianças regionais/internacionais pertinentes.

“Tornar-se um ator incontornável e legítimo da intervenção das ONG e dos agentes da Sociedade Civil em sentido lato, é essa a nossa ambição», conclui Miguel Santibañez.